CINNAMON CAKE
CINNAMON CAKE
DOCES | BOLOS
DOCES | BOLOS

BOLO DE CANELA

Fofo e macio, este Bolo de Canela vai deixar todos os amantes de canela a babar!

 

 

Fofo e macio, este Bolo de Canela vai deixar todos os amantes de canela a babar!

É MESMO AMOR

Se há uma especiaria que eu amo, essa especiaria é a canela! Desde sempre que é um dos sabores e aromas que mais me apaixonam e envolvem, especialmente nos dias frios, onde a canela funciona quase como um abraço para mim.

 

Eu ponho canela em praticamente tudo, no café, nas papas de aveia, nos batidos, em algumas refeições salgadas, em doces, na bebida vegetal, … Sério, é mesmo amor!

 

Muita malta consome canela pelo seu efeito termogênico, ou seja, pela capacidade de aumentar a temperatura corporal, acelerando assim o metabolismo e promovendo um maior gasto energético, mas resumir a canela somente a isto é deprimente.

 

Primeiro há que saber que há a canela e a CANELA. No mercado é possível encontrar a canela de cássia (Cinnamomum cassia) e a canela do Ceilão (Cinnamomum zeylanicum),sendo que a maior parte das pessoas consome a canela de cássia, que para além de não ter as mesmas propriedades nutricionais que a canela do ceilão, é rica em cumarina, cumarina esta que consumida regularmente e em excesso pode ser tóxica ao nosso organismo particularmente ao fígado.

 

“Então porque é que a maior parte das pessoas consome a canela de cássia?” Perguntam vocês e muito bem. Porque das duas variantes da espécie é a mais barata, logo aquela que a indústria elegeu como a ideal para vender em massa. O que a indústria se esqueceu foi de partilhar que uma coisa não é a outra. Não só no que diz respeito a propriedades nutricionais, como já vos disse, como também na cor, no aroma e no sabor. Quem já provou as duas, sabe que a diferença é abismal! Por isso quem diz que gosta de canela antes de ter provado a verdadeira, vai conhecer um outro mundo depois de experimentar a canela do ceilão. E querem um conselho? Se gostam mesmo de canela, quando virem canela do ceilão à venda, tragam-na convosco. Não se vão arrepender.

 

Sim, ela é ligeiramente mais cara, e também ainda não se encontra em todos os hipermercados, mas em qualquer loja de produtos bio vocês conseguem encontrar. E se é para consumir canela não só pelo seu sabor e aroma mas também pelos seus benefícios, então não se continuem a enganar com a canela de cássia.

 

Antes de partirmos para a receita propriamente dita ainda vos quero dizer que o consumo regular de canela (do ceilão, obviamente) não só melhora a acção da insulina regularizando os níveis de glicose no sangue (ou seja, super aliada para quem sofre de diabetes), como também é antioxidante, anti-inflamatória, anti-microbiana, contém propriedades incríveis que melhoram a saúde cardiovascular, e é também uma ajuda preciosa no reforço do sistema imunitário.

 

Bom, agora que vocês já sabem qual a canela “verdadeira” e aquela que deve vir convosco pra casa na vossa próxima ida ás compras, vamos então para a receita que vai deixar os cinnamon lovers a babar!

ESTA RECEITA É:

FÁCIL | RÁPIDA | INFALÍVEL | FOFA | MACIA | DELICIOSA | CHEIA DE CANELA | DOCE NA MEDIDA CERTA

 

Aquele bolo que é tão fácil e tão rápido, que enquanto o forno pré-aquece vocês já têm o bolo prontinho para colocar dentro, e que em 30 minutos está cá fora pronto para devorar? É este!

 

Perfeito para acompanhar um chá, um café,… Daqueles bolos que se come e os olhos se fecham involuntariamente, de tão especiais que são a sua textura e sabor.

 

Se vocês gostam de canela, este bolo é pra vocês!

CINNAMON CAKE
CINNAMON CAKE
TEMPO DE PREPARAÇÃO 10 MIN
TEMPO DE COCÇÃO 30 MIN
TEMPO TOTAL 40 MIN
DOSES 8 FATIAS GENEROSAS
RESTRIÇÕES ALIMENTARES VEGAN
COZINHA N/D
TEMPO DE PREPARAÇÃO 10 MIN
TEMPO DE COCÇÃO 30 MIN
TEMPO TOTAL 40 MIN
DOSES 8 FATIAS GENEROSAS
RESTRIÇÕES ALIMENTARES VEGAN
COZINHA N/D

Ingredientes:

2 chávenas de farinha de espelta integral

1 chávena de açúcar amarelo

3 c.chá de canela

1 pitada de sal

2 c.chá de bicarbonato de sódio

1 chávena de bebida vegetal de soja sem açúcar

1 c.sopa de vinagre de sidra

½ chávena de azeite virgem extra

Ingredientes:

2 chávenas de farinha de espelta integral

1 chávena de açúcar amarelo

3 c.chá de canela

1 pitada de sal

2 c.chá de bicarbonato de sódio

1 chávena de bebida vegetal de soja sem açúcar

1 c.sopa de vinagre de sidra

½ chávena de azeite virgem extra

Instruções:

1- Pré-aquece o forno a 180 °C.

 

2 - Num recipiente coloca todos os ingredientes secos e envolve com uma vara de arames.

 

3- Noutro recipiente coloca a bebida vegetal e o vinagre e mexe até criar uma espuma na superfície. Depois adiciona o azeite e envolve bem para que fique homogéneo.

 

4- Mistura os ingredientes húmidos com os secos e envolve bem com a vara de arames. Assim que todos os ingredientes estejam bem incorporados, pára de mexer para evitar que a massa resulte num bolo pesado.

 

5- Coloca a massa numa forma circular de 18cm previamente forrada com papel vegetal, e leva ao forno por cerca de 30 minutos, ou até espetares o palito e este sair limpo.

 

6- Retira do forno e deixa a arrefecer por cerca de 5 minutos antes de desenformar.

 

7 – Serve polvilhado com canela e açúcar em pó.

Instruções:

1- Pré-aquece o forno a 180 °C.

 

2 - Num recipiente coloca todos os ingredientes secos e envolve com uma vara de arames.

 

3- Noutro recipiente coloca a bebida vegetal e o vinagre e mexe até criar uma espuma na superfície. Depois adiciona o azeite e envolve bem para que fique homogéneo.

 

4- Mistura os ingredientes húmidos com os secos e envolve bem com a vara de arames. Assim que todos os ingredientes estejam bem incorporados, pára de mexer para evitar que a massa resulte num bolo pesado.

 

5- Coloca a massa numa forma circular de 18cm previamente forrada com papel vegetal, e leva ao forno por cerca de 30 minutos, ou até espetares o palito e este sair limpo.

 

6- Retira do forno e deixa a arrefecer por cerca de 5 minutos antes de desenformar.

 

7 – Serve polvilhado com canela e açúcar em pó.

ALGUMAS DICAS:

*Podes substituir a farinha de espelta integral por farinha de trigo integral. Não aconselho a trocar por opções refinadas nem sem glúten, uma vez que não testei e não sei se a receita irá ser bem-sucedida.

ALGUMAS DICAS:

*Podes substituir a farinha de espelta integral por farinha de trigo integral. Não aconselho a trocar por opções refinadas nem sem glúten, uma vez que não testei e não sei se a receita irá ser bem-sucedida.

FIZESTE ESTA RECEITA? ENTÃO PARTILHA.

Marca @things_about_a_vegan_girl no instagram e usa a hashtag #thingsaboutavegangirl para que todos possamos ver a tua obra de arte!!!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on vk
Share on whatsapp
Share on email

FIZESTE ESTA RECEITA? ENTÃO PARTILHA.

Marca @things_about_a_vegan_girl no instagram e usa a hashtag #thingsaboutavegangirl para que todos possamos ver a tua obra de arte!!!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on vk
Share on whatsapp
Share on email

TAMBÉM PODES GOSTAR...

TAMBÉM PODES GOSTAR...

Sê o primeiro a receber as minhas últimas receitas.

SUBSCREVE A MINHA NEWSLETTER. É GRÁTIS!

SUBSCREVE A

MINHA NEWSLETTER.

É GRÁTIS!

Sê o primeiro a receber as minhas últimas receitas.