LENTIL BURGERS
LENTIL BURGERS
HAMBÚRGUERES
HAMBÚRGUERES

HAMBÚRGUERES DE LENTILHAS

Os melhores hambúrgueres de lentilhas de sempre! Textura perfeita, fáceis e baratos!

Os melhores hambúrgueres de lentilhas de sempre! Textura perfeita, fáceis e baratos!

UM HAMBÚRGUER RICO EM PROTEÍNA E FERRO MAS QUE NÃO É FEITO DE CARNE

A receita de hoje traz todo o esplendor de um hambúrguer de lentilhas, sim hambúrguer de lentilhas!
Quem desse lado não é apaixonado por um belo de um hambúrguer??

 

Há para todos os gostos, formas e feitios, com molhos, sem molhos, com pickles, sem pickles, com alface, sem alface, o hambúrguer é um moço democrático e cada um saboreia o dito conforme as suas preferências. Acredito que seja por esta razão que eu não conheço ninguém que não goste de hambúrgueres.

 

Reza a história que o ser humano começou a comer carne picada em meados do século XIII com os cavaleiros mongóis, e que estes fizeram viajar essa forma de comer carne para a Rússia, onde se popularizou como o conhecido Bife Tártaro. É claro que o sucesso de tal iguaria não ficou aprisionado num só local, e chegou mais tarde, por volta do século XVII à Alemanha, mais precisamente a Hamburgo, tornando-se num dos pratos mais adorados pelo povo alemão. Não era ainda nada daquilo que hoje se entende por um hambúrguer, nessa altura era uma espécie de linguiça defumada feita com carne picada e temperada com pimenta, alho, sal, noz moscada, vinho…

 

“Alimentos salgados e defumados eram o sustento ideal para longas viagens marítimas e, no século 18, o ‘bife de Hamburgo’ atravessou o Atlântico. Os navios da linha Hamburgo-América trouxeram milhares de imigrantes para o Novo Mundo e logo os hambúrgueres de carne bovina ao estilo de Hamburgo foram servidos em barracas em Nova York.”

 

E foi assim que o hambúrguer saltou fronteiras e chegou aos Estados Unidos! A resposta à pergunta de “Quem criou o hambúrguer como o conhecemos hoje?” não é consensual, mas qualquer que tenha sido o primeiro, nem imaginava que estava a criar um dos produtos mais populares mundialmente! Sabe-se apenas que o primeiro hambúrguer dentro de um pão foi oficialmente apresentado em 1904 durante uma exposição culinária em St. Louis, Missouri.

 

E foi assim que o hambúrguer saltou fronteiras e chegou aos Estados Unidos! A resposta à pergunta de “Quem criou o hambúrguer como o conhecemos hoje?” não é consensual, mas qualquer que tenha sido o primeiro, nem imaginava que estava a criar um dos produtos mais populares mundialmente!
Aquilo que na sua génese começou por ser exclusivamente feito a partir de carne de vaca, hoje é feito de qualquer outro tipo de carne, e até mesmo de vegetais! Sim, vegetais! Já para não falar nos hambúrgueres Next Level e Beyond Meat, “carne” vegetal produzida em laboratório que mimica quase que a 100% o sabor, textura e densidade nutricional de um hambúrguer de carne de origem animal. Tudo em nome da sustentabilidade do nosso Planeta!

No reino dos hambúrgueres vegetais, as possibilidades de receitas e novas experiências, são praticamente infinitas. Ele há de feijão, de grão-de-bico, de quinoa, de soja, de cogumelos, de ervilhas, de beterraba, de couve-flor, enfim… há de tudo, como na farmácia, e por esse mesmo motivo é caso para dizer que há sempre um testo para uma panela, porque as chances de encontrarem pelo menos um que seja do vosso agrado é de 99,9% (dados estatísticos recolhidos por mim ao longo de 5 anos de experiência).

 

A receita que hoje vos trago é de um hambúrguer feito à base lentilhas castanhas. As lentilhas são uma leguminosa super versátil, já para não falar do quão práticas e rápidas de cozinhar elas são em relação a qualquer outra leguminosa. São também acessíveis para todas as carteiras o que as torna uma excelente aquisição para ter sempre à mão na despensa para uma qualquer eventualidade.

 

Riquíssimas em ferro, proteína e fibra, as lentilhas ainda nos dão também uma generosa dose de folato, cobre, fósforo e manganês. Uma curiosidade, sabiam que as lentilhas são a leguminosa com maior teor em antioxidantes? Só boas razões para fazerem parte do nosso dia-a-dia.

ESTA RECEITA É:

 

FÁCIL | BARATA ! DELICIOSA | SUCULENTA | SEM GLÚTEN | VEGAN

 

Para esta receita vocês só vão precisar de um processador de alimentos, que nem precisa de ser nenhum super triturador ultrasónico, uma faca, uma tábua de corte, um recipiente médio, uma frigideira e uma colher de pau ou espátula. Depois é colocar os ingredientes todos dentro do processador de alimentos, triturar e voilá! A última parte é dar forma aos vossos burgers e congelá-los ou cozinhar de seguida.
Bora então conhecer ingredientes e a receita para que vocês possam arregaçar as mangas e fazer estes deliciosos hambúrgueres de lentilhas, que eu posso garantir-vos que toda a gente vai adorar! Quem disser que não é pura birra!

LENTIL BURGERS
LENTIL BURGERS
PREP. TIME​ 1 HORA E 30 MIN
TEMPO DE COCÇÃO 15 MIN
TEMPO TOTAL 1 HORA E 45 MIN
DOSES 8 HAMBÚRGUERES
RESTRIÇÕES ALIMENTARES SEM GLÚTEN | VEGAN
COZINHA AMERICANA
PREP. TIME​ 1 HORA E 30 MIN
TEMPO DE COCÇÃO 15 MIN
TEMPO TOTAL 1 HORA E 45 MIN
DOSES 8 HAMBÚRGUERES
RESTRIÇÕES ALIMENTARES SEM GLÚTEN | VEGAN
COZINHA AMERICANA

Ingredientes:

300gr de lentilhas castanhas previamente cozidas

80gr de arroz integral cozido

¼ de chávena de flocos de aveia integral

½ pimento vermelho assado

1 cebola cortada ás rodelas

1 dente de alho picado

3 c.sopa de sementes de abóbora tostadas

2 c.sobremesa de mostarda dijon

1 c.sopa de paprica

Pimenta preta

Sal

Tomilho

Óleo de sésamo tostado

Ingredientes:

300gr de lentilhas castanhas previamente cozidas

80gr de arroz integral cozido

¼ de chávena de flocos de aveia integral

½ pimento vermelho assado

1 cebola cortada ás rodelas

1 dente de alho picado

3 c.sopa de sementes de abóbora tostadas

2 c.sobremesa de mostarda dijon

1 c.sopa de paprica

Pimenta preta

Sal

Tomilho

Óleo de sésamo tostado

Instruções:

1- Começa por colocar a cebola, o alho e o óleo de sésamo numa frigideira e salteia até obteres uma cebola mole, translúcida e a começar a ficar dourada. Retira do lume e coloca dentro do processador de alimentos.

 

2- Adiciona os restantes ingredientes dentro do processador, e tritura por uns 2 segundos. A mistura deve ficar assim bem aos pedaços, não queremos triturar de mais e ficar uma papa sem textura.

 

3- Retira do processador e coloca num outro recipiente. Se te parecer ainda haver alguns bocados mal envolvidos, mistura e amassa com as tuas próprias mãos, desta forma consegues uma massa homogénea mas sem destruir por completo a textura de cada ingrediente.

 

4- Cobre a mistura com um prato ou tampa e leva para o frigorífico por cerca de 1 hora, ou até ficar completamente fria. Isto é suuuuper importante, porque durante este período de arrefecimento, a mistura vai tornar-se mais firme e coesa, logo mais fácil para moldar os nossos hambúrgueres.

 

5- Molda os hambúrgueres com a ajuda de um aro de metal redondo, daqueles que se usam para cortar mini bolos, colocando a mistura dentro do aro e pressionando com ajuda de uma colher ou mesmo das tuas mãos. Podes fazer este processo de moldagem usando apenas as tuas mãos, mas vais ter um pouco mais de trabalho.

 

6- Podes cozinhar os hambúrgueres logo de seguida, mas é preferível congelar e fazer no dia seguinte, desta forma consegues um resultado final mais coeso.

 

7-Para cozinhar podes usar a frigideira e fritar num fio de azeite ou óleo de sésamo ou podes levar ao forno a 180º por uns 10min +/-. Se os teus hambúrgueres vierem do congelador, deixa-os descongelar um pouco antes de cozinhar.

 

8- Serve no pão com os acompanhamentos que quiseres, ou desfruta deles no prato com umas belas batatinhas ou arroz e uma salada!

 

9- Estes hambúrgueres conservam-se por até 4 meses no congelador.

Instruções:

1- Começa por colocar a cebola, o alho e o óleo de sésamo numa frigideira e salteia até obteres uma cebola mole, translúcida e a começar a ficar dourada. Retira do lume e coloca dentro do processador de alimentos.

 

2- Adiciona os restantes ingredientes dentro do processador, e tritura por uns 2 segundos. A mistura deve ficar assim bem aos pedaços, não queremos triturar de mais e ficar uma papa sem textura.

 

3- Retira do processador e coloca num outro recipiente. Se te parecer ainda haver alguns bocados mal envolvidos, mistura e amassa com as tuas próprias mãos, desta forma consegues uma massa homogénea mas sem destruir por completo a textura de cada ingrediente.

 

4- Cobre a mistura com um prato ou tampa e leva para o frigorífico por cerca de 1 hora, ou até ficar completamente fria. Isto é suuuuper importante, porque durante este período de arrefecimento, a mistura vai tornar-se mais firme e coesa, logo mais fácil para moldar os nossos hambúrgueres.

 

5- Molda os hambúrgueres com a ajuda de um aro de metal redondo, daqueles que se usam para cortar mini bolos, colocando a mistura dentro do aro e pressionando com ajuda de uma colher ou mesmo das tuas mãos. Podes fazer este processo de moldagem usando apenas as tuas mãos, mas vais ter um pouco mais de trabalho.

 

6- Podes cozinhar os hambúrgueres logo de seguida, mas é preferível congelar e fazer no dia seguinte, desta forma consegues um resultado final mais coeso.

 

7-Para cozinhar podes usar a frigideira e fritar num fio de azeite ou óleo de sésamo ou podes levar ao forno a 180º por uns 10min +/-. Se os teus hambúrgueres vierem do congelador, deixa-os descongelar um pouco antes de cozinhar.

 

8- Serve no pão com os acompanhamentos que quiseres, ou desfruta deles no prato com umas belas batatinhas ou arroz e uma salada!

 

9- Estes hambúrgueres conservam-se por até 4 meses no congelador.

ALGUMAS DICAS:

*nos passos 2 e 3 eu refiro a importância de não triturar de mais os ingredientes. Os hambúrgueres à base de vegetais são incríveis se bem feitos, se os trituramos de mais transforma-mos o hambúrguer numa papa sem textura e nada agradável de comer. Lembrem-se, não queremos fazer húmus, queremos fazer hambúrgueres, portanto as texturas são muuuuuito importantes!

*Os hambúrgueres cozinhados no forno ficam sempre mais secos um pouco do que cozinhados na frigideira, por isso não os esqueças lá dentro por muito tempo.

*Para tostar as sementes de abóbora é só colocá-las numa frigideira, esperar que esta aqueça, e elas vão começar a abrir como as pipocas! O aroma que libertam também é incrível! Bastam uns minutinhos e estão prontas.

 

ALGUMAS DICAS:

*nos passos 2 e 3 eu refiro a importância de não triturar de mais os ingredientes. Os hambúrgueres à base de vegetais são incríveis se bem feitos, se os trituramos de mais transforma-mos o hambúrguer numa papa sem textura e nada agradável de comer. Lembrem-se, não queremos fazer húmus, queremos fazer hambúrgueres, portanto as texturas são muuuuuito importantes!

*Os hambúrgueres cozinhados no forno ficam sempre mais secos um pouco do que cozinhados na frigideira, por isso não os esqueças lá dentro por muito tempo.

*Para tostar as sementes de abóbora é só colocá-las numa frigideira, esperar que esta aqueça, e elas vão começar a abrir como as pipocas! O aroma que libertam também é incrível! Bastam uns minutinhos e estão prontas.

 

FIZESTE ESTA RECEITA? ENTÃO PARTILHA.

Marca @things_about_a_vegan_girl no instagram e usa a hashtag #thingsaboutavegangirl para que todos possamos ver a tua obra de arte!!!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on vk
Share on whatsapp
Share on email

FIZESTE ESTA RECEITA? ENTÃO PARTILHA.

Marca @things_about_a_vegan_girl no instagram e usa a hashtag #thingsaboutavegangirl para que todos possamos ver a tua obra de arte!!!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on vk
Share on whatsapp
Share on email

TAMBÉM PODES GOSTAR...

TAMBÉM PODES GOSTAR...

Sê o primeiro a receber as minhas últimas receitas.

SUBSCREVE A MINHA NEWSLETTER. É GRÁTIS!

SUBSCREVE A

MINHA NEWSLETTER.

É GRÁTIS!

Sê o primeiro a receber as minhas últimas receitas.