TUNA FRITTERS
TUNA FRITTERS
PRATOS PRINCIPAIS
PRATOS PRINCIPAIS

PATANISCAS DE “ATUM” - VEGANAS, DELICIOSAS E SUPER FÁCEIS DE FAZER!

Trazendo a tradição portuguesa para a mesa com estas Pataniscas de "atum"! Uma versão 100% vegetal que tu vais adorar!

Trazendo a tradição portuguesa para a mesa com estas Pataniscas de "atum"! Uma versão 100% vegetal que tu vais adorar!

CROCANTE E TENRA

Desde pequena que me lembro de ver a minha mãe preparar com amor e dedicação, as tão populares e tradicionais pataniscas, para comermos com o mais caldoso arroz de tomate ou arroz de feijão. Como diz a música, “numa casa portuguesa ficam bem, pão e vinho sobre a mesa.” e eu arrisco-me a acrescentar as pataniscas a este verso. 

 

Ao que parece as pataniscas tiveram a sua origem na cidade de Lisboa. A primeira referência ás pataniscas surge no livro “Cozinha Regional Portuguesa, de Maria Odete Cortes Valente, em 1973. Neste livro a receita descrita fala-nos do bacalhau desfiado e de uma polme feita com farinha, leite, sal, pimenta e salsa. 

 

Em 1998, no livro “Comeres de Lisboa” de António Manuel Couto Viana e Ceferindo Carrera, a receita já nos é apresentada um pouco diferente, e surge aí a inclusão do ovo e da cebola picada. 

 

Hoje, existem as mais variadas versões de pataniscas, e o bacalhau deu lugar a outros ingredientes como o peixe ou o marisco, e claro, as versões 100% vegetais. Seja como for, duas coisas não podem faltar numa patanisca, pelo menos para mim, são elas a cebola e a salsa. Patanisca que é patanisca vive destes dois ingredientes que lhe conferem não só o seu sabor como o seu aroma tão característico. 

 

Há quem goste delas mais gordinhas, outros que as preferem achatadas, o mais importante é que sejam bem fritas, secas por fora e tenras por dentro. 

ESTA RECEITA É:

FÁCIL | DELICIOSA | AROMÁTICA | IRRESISTÍVEL  | PROTEICA | CROCANTE E TENRA

 

 

Já andava há muito para trazer uma receita de pataniscas vegetais para partilhar convosco, mas como já existem tantas e tão boas eu queria fazer algo que as tornasse diferentes e especiais.

 

Vai daí, e no surgimento de alternativas veganas ao atum, resolvi fazer pataniscas de “atum” 100% vegetais! 

 

O “atum” utilizado foi o Plantuna em Água da Unfished.Um produto feito à base de proteína de soja e óleo de algas, que lhe confere aroma e sabor a mar. É um produto que também fornece os nutrientes essenciais dos peixes tradicionais como proteína e ómega 3! Sou sincera, este produto surpreendeu-me imenso! Não estava à espera de algo que fosse tão parecido com o atum (até a embalagem de lata). Apesar de obviamente ter diferenças, as semelhanças são inegáveis principalmente quando incorporado em receitas. Uma alternativa digna para a mesa de todos aqueles que escolheram deixar o peixe fora do prato. 

 

Ao “atum” juntaram-me ainda a curgete, para trazer uma humidade extra, o pimento vermelho bem picado, a cebola e salsa, obviamente e flocos de alga nori para trazer ainda mais o sabor a mar a estas pataniscas. 

 

Quem já fez pataniscas vegetais sabe que para unir todos estes ingredientes é preciso um ingredientes chave, e esse ingrediente é a farinha de grão. Esta farinha tem o poder de aglutinar todos os ingredientes de modo a dar forma á patanisca. No fundo, acaba por ter a função da tradicional polme de farinha e ovo. É uma farinha bem fina e de sabor neutro, por isso não tenham qualquer receio de a utilizar. 

 

Esta receita é bastante simples, e só vão precisar de cortar e ralar os ingredientes, misturar tudo e depois fritar.

 

Eu escolhi acompanhar as minhas pataniscas com arroz de tomate, porque ADORO, mas vocês podem escolher o que gostarem mais. Até no meio do pão estas pataniscas ficam incríveis!

 

Bora conhecer a lista de ingredientes! 

TUNA FRITTERS
TUNA FRITTERS
TEMPO DE PREPARAÇÃO 10 MIN
TEMPO DE COCÇÃO 20 MIN
TEMPO TOTAL 30 MIN
DOSES CERCA DE 20 PATANISCAS
RESTRIÇÕES ALIMENTARES SEM GLÚTEN
COZINHA PORTUGUESA
TEMPO DE PREPARAÇÃO 10 MIN
TEMPO DE COCÇÃO 20 MIN
TEMPO TOTAL 30 MIN
DOSES CERCA DE 20 PATANISCAS
RESTRIÇÕES ALIMENTARES SEM GLÚTEN
COZINHA PORTUGUESA

Ingredientes:

1 curgete (220gr) ralada

1/2 pimento vermelho (110gr) picado

1 cebola (120gr) picada 

1 punhado de salsa picada

2 dentes de alho ralados

2 latas de Plantuna em Água da Unfished

1 c.chá de flocos de alga nori

2 c.chá de curcuma em pó

Sal e pimenta preta a gosto

200gr de farinha de grão

1 cup e 1/2 de água

3 c.sopa de linhaça moída

1 c.café de bicarbonato de sódio

2.c chá de vinagre de cidra

Óleo vegetal para fritar 

Ingredientes:

1 curgete (220gr) ralada

1/2 pimento vermelho (110gr) picado

1 cebola (120gr) picada 

1 punhado de salsa picada

2 dentes de alho ralados

2 latas de Plantuna em Água da Unfished

1 c.chá de flocos de alga nori

2 c.chá de curcuma em pó

Sal e pimenta preta a gosto

200gr de farinha de grão

1 cup e 1/2 de água

3 c.sopa de linhaça moída

1 c.café de bicarbonato de sódio

2.c chá de vinagre de cidra

Óleo vegetal para fritar 

Instruções:

1- Começa por ralar a curgete e os alhos e picar a cebola, o pimento e a salsa. Coloca tudo num recipiente.

 

2- No mesmo recipiente, adiciona as duas latas de Plantuna, os focos de nori, a curcuma o sal e a pimenta. Envolve tudo com uma colher de pau. 

 

3- Num outro recipiente, coloca a farinha de grão e água e mexe com a vara de arames, até obteres um creme liso e fino, completamente sem grumos. Verte o creme sobre a mistura dos legumes e envolve bem até obteres um resultado homogéneo.

 

4- Adiciona a linhaça moída e envolve novamente. 

 

5- Adiciona o bicarbonato de sódio e por cima o vinagre de cidra. Deixa reagir e envolve lentamente ate incorporar em toda a massa.

 

6- Coloca uma frigideira no lume com um pouco de óleo. Quando o óleo estiver bem quente reduz um pouco, adiciona pequenas porções de massa com a ajuda de uma colher de sopa dando forma ás pataniscas. Deixa fritar de um lado, por cerca de 1 minuto, ou ate que consigas virar a patanisca para que frite também do outro lado. Repete este processo, até terminar toda a massa.

 

7- Serve de imediato com um delicioso arroz de tomate. 

Instruções:

1- Começa por ralar a curgete e os alhos e picar a cebola, o pimento e a salsa. Coloca tudo num recipiente.

 

2- No mesmo recipiente, adiciona as duas latas de Plantuna, os focos de nori, a curcuma o sal e a pimenta. Envolve tudo com uma colher de pau. 

 

3- Num outro recipiente, coloca a farinha de grão e água e mexe com a vara de arames, até obteres um creme liso e fino, completamente sem grumos. Verte o creme sobre a mistura dos legumes e envolve bem até obteres um resultado homogéneo.

 

4- Adiciona a linhaça moída e envolve novamente. 

 

5- Adiciona o bicarbonato de sódio e por cima o vinagre de cidra. Deixa reagir e envolve lentamente ate incorporar em toda a massa.

 

6- Coloca uma frigideira no lume com um pouco de óleo. Quando o óleo estiver bem quente reduz um pouco, adiciona pequenas porções de massa com a ajuda de uma colher de sopa dando forma ás pataniscas. Deixa fritar de um lado, por cerca de 1 minuto, ou ate que consigas virar a patanisca para que frite também do outro lado. Repete este processo, até terminar toda a massa.

 

7- Serve de imediato com um delicioso arroz de tomate. 

ALGUMAS DICAS:

*Esta receita teve o apoio da NaturallyGreen.pt

*Encontras o PlanTuna by Unfished  na loja online da Naturally Green com 10% de desconto sempre que usares o código TAVG.

*A farinha de grão não pode ser substituída. 

ALGUMAS DICAS:

*Esta receita teve o apoio da NaturallyGreen.pt

*Encontras o PlanTuna by Unfished  na loja online da Naturally Green com 10% de desconto sempre que usares o código TAVG.

*A farinha de grão não pode ser substituída. 

FIZESTE ESTA RECEITA? ENTÃO PARTILHA.

Marca @things_about_a_vegan_girl no instagram e usa a hashtag #thingsaboutavegangirl para que todos possamos ver a tua obra de arte!!!

FIZESTE ESTA RECEITA? ENTÃO PARTILHA.

Marca @things_about_a_vegan_girl no instagram e usa a hashtag #thingsaboutavegangirl para que todos possamos ver a tua obra de arte!!!

TAMBÉM PODES GOSTAR...

TAMBÉM PODES GOSTAR...

Sê o primeiro a receber as minhas últimas receitas.

SUBSCREVE A MINHA NEWSLETTER. É GRÁTIS!

SUBSCREVE A

MINHA NEWSLETTER.

É GRÁTIS!

Sê o primeiro a receber as minhas últimas receitas.